NOTÍCIAS

10.05.2019 - 18h25
Palácio das Soberanas resgata história das beldades da Fenachim
Espaço evidencia a trajetória das 15 cortes que já representaram a Festa Nacional do Chimarrão, de Venâncio Aires
Foto: Divulgação
Palácio das Soberanas expõe trajes e coroas que contam história da Fenachim
Vestidos, coroas e muita história para contar. A trajetória das rainhas e princesas que representaram Venâncio Aires nas 15 edições da Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim) está contada na Festa deste ano, no espaço chamado Palácio das Soberanas. O local, viabilizado pela Prefeitura de Venâncio Aires, expõe os trajes oficiais utilizados pelas cortes, bem como fotografias e informações sobre a festa com sabor do Rio Grande. O Palácio é aberto à visitação do público diariamente, no horário de funcionamento do Parque Municipal do Chimarrão.

Para representar a Festa do Chimarrão, a simpatia e o carisma, aliados à beleza são imprescindíveis. As soberanas, que representam toda a beleza e receptividade da população de Venâncio Aires, são fundamentais nas ações de divulgação da festa. Em 1986, foi realizada a primeira escolha das soberanas da Festa Nacional do Chimarrão. Naquele ano, cinco meninas foram eleitas para representar a Festa: rainha Simone B. Schwingel e princesas Nilva Kist, Lialice Schmidt, Viviane Lopes e Rosana Foltz. Desde então, o evento movimenta a sociedade venâncio-airense. Em 1988, o trio eleito para representar a 2ª Fenachim foi integrado pela rainha Alexandra Weissmann e princesas Margo Schmidt e Loiva Wünsch.

Na 3ª edição da Festa, em 1991, representaram o município a rainha Karine Sehn e as princesas Angela Fischer e Flávia Souto. Três anos depois, em 1994, o trio da 4ª Fenachim foi composto pela rainha Janaína Lenz e princesas Fabiana Kist e Isabel Schmidt. Em 1996, ano da 5ª Fenachim, a rainha Viviane Mengue e as princesas Márcia Streich e Rosangela Machado representaram a festa. Já em 1998, na 6ª Festa Nacional do Chimarrão, a corte foi composta pela rainha Débora Bardem dos Santos e princesas Michele Assmann e Rosana Reckziegel.

Em 2000, a festa chegou a sua 7ª edição. Naquele ano, a rainha foi Roberta Gerhardt e as princesas, Roberta Gomes e Gisele Vasconcelos. Na 8ª Fenachim, em 2003, Francine Rabuske foi a rainha e Roberta Bastos e Patrícia Graef as princesas. Em 2006, a rainha Daniela Azeredo e as princesas Amanda Kothe e Fernanda Goebel estiveram à frente da divulgação da 9ª Fenachim. No ano em que chegou na sua 10ª edição, em 2008, a Fenachim teve como soberanas a rainha Gabriely Henn e princesas Bruna Mendes da Silva e Lunara Campos.

No ano de 2010, a 11ª Fenachim elegeu como soberanas a rainha Angela Roberta Bencke e princesas Fernanda Landim e Tamara Wermuth. Na 12ª edição da Festa, em 2012, a rainha foi Letícia Wacholz e as princesas Litchele Jaeger e Juliana Bohm. Em 2014, representaram a 13ª Fenachim, a rainha Luana Schonarth e princesas Thaísi Pereira e Deise Mahl. Dois anos depois, em 2016, foi a vez da rainha Daiara Stein e princesas Nayara Simões e Gabriela Hantt da Costa estarem à frente da 14ª Fenachim.

As atuais soberanas da Festa Nacional do Chimarrão, que neste ano chegou a sua 15ª edição, foram eleitas em novembro de 2018. Na oportunidade, receberam faixa e coroa a rainha Lavínia Wachholz Naue (que representou Postos Gasóleo, Corpore Pilates & Terapias e Corpore e Espaço Fitness) e princesas Thaíse Fagundes (que representou no concurso as empresas Wollmann Materiais de Construção e Gata Urbana) e Andressa Halmenschlager (representante da Venax Eletrodomésticos).